sábado, março 15, 2008

Era só isso?

Você deve estar se perguntando: será que ela vai postar algo sobre uma viagem para Noronha, ou coisa assim. Infelizmente não. Ainda não conheço Fernando de Noronha. Está na minha lista do "deve ir", mas ainda não consegui.



Mas vamos ao motivo desse post...

Meu pai era piloto da FAB. Quando eu era criança, o arquipélago era ainda um território, não fazia parte do estado de Pernambuco. E havia um certo rodízio entre as Armas para sua manutenção e vigilância (a Aeronáutica ficou responsável pelo local dos anos de 1981 até 1986). Por isso, meu pai deve ter ido para lá inúmeras vezes. Na casa da minha mãe tem fotos tiradas no início da década de 80, salvo engano, do avião em que meu pai estava. Pena que não estão aqui!

Voltando... na última viagem que meu pai fez para lá, antes do estado de Pernambuco assumir por completo a ilha, ele veio contando como estava tudo diferente, trouxe outras fotos, etc. Durante a narrativa ele resolveu contar porque a praia Buraco da Raquel tem esse nome. Eu, na maior curiosidade, me postei ao seu lado para ouvir. E, pasmem, ele disse que aquilo não era história para criança, tampou meus ouvidos e contou tudo. E o pior, ele tampou tão forte que eu não conseguiu ouvir nadinha!!!!!!

Claro que não me dei por vencida e sai em busca de respostas. Mas naquela época internet não existia e a fonte de pesquisa oficial era a Enciclopédia Barsa (garanto que todo mundo já viu uma, não?!). Mas nada havia lá sobre o tal Buraco da Raquel.

O tempo passou, mas essa história sempre voltava na minha cabeça. Hoje eu resolvi entrar na net e ver que raios de história tão cabeluda era essa que eu não poderia ouvir. E olhem o que eu achei:

"Proibida para banhos de mar, apresenta muitas piscinas naturais e um visual diferente formado pelas rochas saindo das águas. Créditos: EMPETUR"

"Lugar histórico, seu nome originou-se de uma enorme pedra à beira-mar. É proibida a descida, para que haja a preservação da vida marinha daquele local."


"Noronha tem muitas histórias. Uma delas explica o nome deste lugar. Dizem que era ali que Raquel, filha de um coronel muito bravo, ia namorar às escondidas."


Agora me digam, não pode ser só isso. Meu pai (por mais bravo que ele fosse) não iria tapar meus ouvidos só para não ouvir isso!

Não acredito!!!

3 comentários:

Adriana Mello disse...

Virgínia,

Nunca fui a Noronha. Sempre tive uma vontade enorme de ir. Acho que deve ser deslumbrante! Minha irmã passou o carnaval lá e disse que é um paraíso! Ela achou tão bonito quanto o Tahiti.

Beijos
Dri

Virgínia disse...

Deve ser o paraíso mesmo, é cada foto que a gente vê. Eu quase consegui marcar uma viagem para o Tiradentes. Sogra e sogro iam juntos, ou melhor, eles queriam ir e iam levar a gente junto. Mas não rolou. Não tem mais hospedagem disponível.

Bj

Catarina Chagas disse...

Oi, Virgínia! Que legal que você começou um blog. Bem vinda ao clube!