sexta-feira, setembro 26, 2008

Ai que ódio!

Eu aqui tentando estudar, mas tem um FILHO DA #### se esgoleando num carro de som que não quer deixar! Eu estou quase indo lá na rua para socar ele!

Me recuso a votar em canditado que enche o saco do eleitor desse jeito! Passar de carro ainda vá lá; é chato, mas são alguns segundos de atormentação. Mas faz 1 hora que o cara está aqui na frente convocando o povo para uma passeata... sem noção total!

E as provas se aproximam...

quinta-feira, setembro 25, 2008

As aparências enganam... e muito!

Engraçado como é fácil enganar as pessoas. No interior, quase todo mundo se conhece, mas poucos conhecem realmente bem uns aos outros. A gente sabe que fulano tem aquele carrão, mora numa bela casa, tem bons relacionamentos. É rico. Só que, quase nunca, sabemos como é a casa por dentro; se o carro é "leasing" de 96 meses (EXISTE!), etc... Resumindo, é muito fácil pagar de "milionário".

Hoje eu estava fuxicando no orkut e por incrível que pareça, esse fenômeno não se restringe às cidades pequenas. Conheço uma pessoa que os pais são de classe média. Teriam um bom padrão de vida se não fossem um pouco desrregrados nas economias e os filhos não gastassem tanto. Eu sei o quanto é difícil a vida deles, o quanto foi difícil construir a casa no bairro melhor porque os filhos queriam que fosse lá, todo o patrimônio herdado (que não era grande) vendido para sustentar os sonhos dos filhos.

Mas eles não queriam faculdades boas, estudar fora para melhorar o idioma e ter mais chances na vida; eles queriam (e querem) mostrar o que não são. E o pior: conseguem!!! O rapaz paga de milionário (daqueles de verdade) no orkut e seus quase 500 amigos acreditam naquilo. São fotos de iates, helicópteros, viagens no exterior (que só a mãe dele sabe o tamanho no rombo que causou nas contas, que demoraram anos para serem pagas)... até se insinua proprietário de um restaurante!

Sim, insinua porque acredito que ele não tem coragem (ainda) de dizer que tem tudo isso, porque sabe que tem gente que conhece a verdade. E ela não é não glamurosa assim. As fotos não são montagens, ele está naqueles lugares mesmo, mas ao invés de ficar quieto, dá a entender que é tudo dele... meu Deus! E o povo vai caindo na lorota...

Agora eu vejo como é fácil fingir ser o que não é. Você é uma pessoa despachada, já é um começo. Sai em baladas caras e consegue sem dificuldades fazer "amizades"? Pronto. Já está no caminho. Daí para frente é gastar o dinheiro que você não tem (ou o pouco do seus pais) - pagar, depois você dá um jeito - e fazer as amizades certas. Em pouco tempo, você vai ter sendo "bancado" por um que é "mais rico" que você e quer mostrar isso para todos (esse tipo de povo existe e eu conheço váaaarioosss que gastam R$3mil numa noite brincando) e passa a viver na cola deles.

Não vai demorar muito e você já vai estar por "dentro da roda", cheio de amigos importantes de mulheres bonitas aos seus pés (eita mulherada cega e interesseira) e aproveitando a boa vida que esse grupo proporciona uns aos outros. E assim a vida segue... uns enganando e outros sendo enganados...

quarta-feira, setembro 24, 2008

terça-feira, setembro 23, 2008

sexta-feira, setembro 19, 2008

Já ouço as trombetas

O Gastón já tinha avisado que o apocalipse estava próximo, mas hoje eu tive a confirmação! Voltando para casa me deparei com nada menos que três outdoors anunciando o imperdível show do Roberto Justus!

Meu Deus! Além dele atormentar os amigos em festinhas em casa; encher o saco dos funcionários nas festas de final de ano da "firma" - que, ainda por cima, devem ter que sorrir e aplaudir para não perder o emprego - ele resolveu que o resto da humanidade tem que sofrer também?!

E o pior ainda está por vir: ELE É PATROCINADO! Sim, no outdoor consta o nome de (pelo menos) 6 empresas daqui, além da cervejaria Skin. Nada como ser influente no mercado...

quinta-feira, setembro 18, 2008

Nós vamos estar enchendo o seu saco...

Tem coisa mais chata que esse povo de telemarketing? Eles ligam para nossa casa nos horários mais inconvenientes; são mais insistentes que sua mãe quando queria que você levasse um casaco na hora e sair; e nunca se dão por vencidos!

Faz dias que a OI liga aqui em casa. Consequentemente, faz dias que eu finjo que trabalho fora! E é a "empregada" que atende. A pobre da mulher sempre pergunta que horas pode me encontrar. O certo seria a "empregada" dizer: Nunca! Mas não tenho coragem. Afinal, a tiazinha só está trabalhando. Culpa tem essas empresas que não arrumar um meio menos "pé-no-saco" de vender seus produtos.

Sempre acabo dizendo que ela (ou melhor, eu) trabalha o dia todo e só chega depois das 8... ela nunca sabe se é verdade e vai continuar tentando até arrumar outra trouxa para atender o telefone.

Uma vez, um desses cursos de informática passou 3 meses ligando em casa a procura do meu avô. (casa é modo de dizer... é a casa dele, mas a gente vive mais lá que nas nossas casas) Segundo a moça que ligava, ela tinha ganhado um fantástico curso de Windows completo! Tudo gratuito! Só desistiu quando minha tia "soltou os cachorros" na moça, dizendo que meu avô era um senhor de 80 anos que não estava a fim de fazer curso nenhum. E que se ela ligasse de novo, o Ministério Público iria ser avisado que eles estavam fazendo propaganda abusiva (olha só o exagero).

Mas a melhor foi com a Embratel. Passaram dias ligando para meu avô (sempre ele, mas ele nunca atende o telefone, e não tem que passar por essas situações chatas) para vender um plano novo de tarifas. Ninguém em casa usa o 21... é sempre 15. Quando não tinha mais desculpa para dar (já que "não" eles não aceitam como resposta), minha tia falou: Olha só, ele viajou para o enterro do Papa ontem (o João Paulo tinha morrido mesmo) e vai ficar pela Europa uns 4 meses passeando depois. Se quiser ligar até lá...

quarta-feira, setembro 17, 2008

Bronca

Cada coisa que se vê por aí...

Um ladrão chamou a polícia ao perceber que, no banco de trás do veículo que havia furtado, dormia um menino de cinco anos, durante a madrugada de hoje, em Passo Fundo, Rio Grande do Sul.

Segundo informações do portal Zero Hora, ele ligou para a Brigada Militar informando onde abandonaria o carro.O veículo pertencia a um casal que, segundo o Zero Hora, estava em um bar na hora do furto.

O policial que atendeu à ocorrência chegou a afirmar que o ladrão teria reclamado da irresponsabilidade do casal. "Ele ligou com um tom de indignação pelo absurdo da criança estar sozinha dentro do carro àquela hora", afirmou Cláudia Crusius, delegada do 2º DP, onde o boletim de ocorrência foi registrado.

Ele está certíssimo. Uma coisa é ser ladrão, outra é ser pai irresponsável! ahduahduahduahsduahsduahdsu

domingo, setembro 14, 2008

Notícias que mudam o mundo - parte 3

Está lá na UOL:
"Fico cinco dias sem lavar o cabelo. Para o efeito surfista é melhor assim."
Carolina Dieckmann, atriz que viverá a surfista Suzana em "Três Irmãs", ao jornal carioca "O Dia".

Só tenho uma coisa para dizer: AI QUE NOJO!

sábado, setembro 13, 2008

Onde é que nós estamos?

Segundo a FSP, "Prédio nega a deficiente vaga de garagem com acesso fácil. Vizinhos decidiram que cadeirante ficaria com vaga descoberta, apertada e longe do elevador. Ata da reunião de condomínio na Vila Sônia (zona oeste de SP) registra que não haveria 'concessão a nenhum dos moradores'".

A reportagem diz que "Os condôminos definiram que nem os idosos, nem os deficientes terão benefícios, já que isso fere o direito de propriedade". Sendo que a senhora cadeirante ficou com uma vaga dupla, ou seja, toda vez que ela precisar sair tem que tirar o carro do vizinho de trás do dela. Isso porque a mulher tem uma doença que é degenerativa e traz complicações à coordenação motora gradativamente. Ela está há oito anos sem o movimento das pernas e sofre com engasgos e taquicardias freqüentemente. Ou seja, pode precisar ir ao hospital em uma situação de emergência. Mas antes, vai precisar tirar o carro do vizinho... PUTA QUE O PARIU! Que mundo a gente vive?

Dar uma vaga mais acessível para uma senhora que não anda e precisa de cuidados médicos sérios, é privilégio e fere o direito de propriedade? Que gente mais sem sensibilidade!!!! Nem digo dos idosos, porque tem muito idoso bem de saúde por aí (que o diga meu avô com 83 anos), mas uma pessoa deficiente física não tem escolha. A síndica, com a delicadeza de um elefante, disse que não tinha problema nenhum, porque o marido da senhora não era caideirante, então poderia ir lá e tirar o carro antes...

Na vida a gente não deve desejar o mal para os outros. Mas tem hora que dá vontade, viu? Queria ver se um dia esse povo que votou contra (unanimidade!!!!!) passasse por uma tragédia e um filho ficasse na cadeira de rodas. Aí sim eles veriam o que é bom para a tosse!
Coitada da Sandy, nem casar em paz o povo deixa! Estão há meses especulando sobre onde seria o casamento, onde ela faria o vestido. Depois de quase tudo acertado, começaram a cobrar a ausência de alguns convites. Ou seja, ela tinha a obrigação de convidar certas pessoas que os jornalistas achavam imprescindíveis: Wanessa Carmago, Faustão, até o Raul Gil parece que ficou chateado. A vontade da noiva não conta!


Só quem já passou por isso sabe o drama que é se fazer uma lista de casamento! Mesmo se você tem dinheiro suficiente para cobrir um orçamento astronômico, não dá para convidar todos. A não ser que você faça recepções de casamentos reais, com 1500 convidados. Mas como nós somos plebe, não temos castelos e nossos casamentos não são motivo de reuinões governamentais, temos mesmo que escolher que vai e quem fica de fora. Ela escolheu, e cairam de pau! Sacanagem!


Poucas fotos foram divulgadas (apesar de privacidade almejada, eles têm fãs ávidos por notícias; e não seria justo deixar o povo que te sustenta sem nenhuma fotinho), mas deu para ver que foi tudo de muito bom gosto. Também pudera, né?! Eles enquireceram mas souberam aproveitar como se deve. Nada de capas de revista escadalosas mostrando o dinheiro ganho (eu até hoje lembro da reportagem da Veja com a Zilú, semi-nua, mostrando as jóias!!! CREDO!), nada de abrir a casa para mostrar como é por dentro, nada de estrelismos. Eles optaram por uma festa íntima (nada contra fazer festão, a minha foi gigantesca) e querem ser felizes. É isso que importa!



(fala a verdade, eles estavam bonitos, heim?!)

quarta-feira, setembro 10, 2008

Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhh

Surtei! Confesso. Estou no meu limite! Mais um edital saiu, a prova está prevista para novembro. Mas isso não é o motivo do meu surto, ou melhor não é o único.

Não aguento mais a bagunça que meu marido faz em casa. Todo dia eu falo para ele levar o copo até a pia (lavar eu sei que ele jamais vai fazer), jogar a roupa suja no cesto do banheiro, não deixar as meias sujas largadas pela casa, mas ele não me ouve. Ou melhor, diz que vai fazer mas não faz. E nem adianta dizer para mim que é melhor eu deixar tudo espalhado; senão, daqui alguns dias, eu vou estar soterrada e não vai ser pelos meus livros!

Hoje baixou um santo em mim, só pode ser. Fui no Extra e comprei uma caixa de ferramentas e outras aquelas enorrrrmmes de plástico. Porque meu marido não só deixa a roupa espalhada pela casa como também todas as ferramentas que usa (apesar de tudo ele é muito "jeitoso", como diria minaha avó) e toda a tralha de pesca. Sim, o marido pesca. Não vai ter um só cômodo da casa onde você não encontre algo relacionado à pescaria.

São centenas de iscas (alguém pode me dizer porque tem que ter tantas? Será que o peixe sabe qual é qual?) e suas correspondentes caixas (não, elas não estão guardadas nas caixas, mas ele não quer jogar as caixas fora), anzóis, linhas, caixas de isospor, varas... Eu tenho medo de tentar arrumar tudo e acabar perdendo ou estragando. Mas hoje isso vai ter fim! Ahh se vai!

Acabei de jogar tudo o que estava no quartinho de empregada, e não prestava, fora! Foram quilômetros de fiação já cortada e remendada (já disse que temos um aquário em casa e que até hoje ele ainda não terminou de arrumá-lo?), latas de tinta seca, caixas de papelão vazias, até uma "caixa-freezer" teste veio parar da fábrica aqui em casa (e faz 1 ano que eu peço para o marido levar embora). Tudo foi para o lixo!

Ou ele resolve colocar toda a tralha de pesca que couber na caixa que eu comprei, ou eu mesma vou por e o que não couber vai para o lixo! Chega! Minha sanidade mental depende disso. E de pensar que somos nós mulheres, ou melhor, mães que criamos esse tipo desorganizado e dependente! Saudades do meu pai... aquilo era modelo de homem organizado. Mas não foi a mãe que criou, foi a FAB!

Filha da PUC

Segundo a Folha de São Paulo "Os alunos do Centro Acadêmico 22 de Agosto , da PUC - da Faculdade de Direito da PUC, isso sim! - , substituíram Geraldo Alckmin (PSDB-SP) por um chuchu, após o ex-governador ter faltado a um debate com os estudantes, na última quarta. O legume foi colocado na mesa reservada ao político."

Essa notinha resume o espírito de ser "filho da PUC"! Temos (afinal, não estudo mais lá, mais sou filha, oras) consciência da importância das coisas que nos rodeiam, mas sem perder o escárnio jamais!
PS: Será que se a filha dele ainda estudasse lá ele teria faltado? Para ser sincera, ainda bem que ele não foi! Ia ser metralhado por aquele bando de estudantes sedentos por sangue! ahduahudahduh

sábado, setembro 06, 2008

Traumas

A Ana Tejo está lá no blog dela contando como foi o primeiro dente perdido do Montanha. As dúvidas do rapazinho (que por sinal evidenciam uma enorme inteligência - te invejo, Montanha!), a ansiedade para saber o que vem depois e outras "cositas" mais que vocês podem ler lá mesmo.

Hoje ela postou um texto lindo, daqueles que só mães cheias de amor saber escrever, para dizer que aquele dente simboliza ao mesmo tempo o bebê e o rapazinho que está crescendo. E para dizer que guardou o dente!!!!

MEU DEUS!!!! SERÁ QUE SÓ EU TENHO NOJO DISSO? Só pode ser trauma. É isso! Já que meus dentes se recusavam a seguir o curso normal de uma vida de dente (nascer - crescer - ficar mole - cair), tive que arrancar um por um, conforme o prazo de validade ditado pelo meu dentista chegava. O último se foi quando eu tinha 16 anos. Só assim os permanentes desciam (nem dar as caras antes, para ficar encavalados, eles eram capazes). O isso não foi o fim. Ainda tenho dois "dentinhos de leite" devidamente grudados na minha boca, já que os permanentes não existem para substitui-los.

Eu até hoje lembro de tudo nos mínimos detalhes. Chegava o dia "T" (já que a tortura comia solta naquele consultório). Meu pai me levava na odontonclínica (na FAB o negócio é chique, benhê! adhauhdauhd). O "Tio" dentista já sorria lá do final do corredor, quando chamavam o meu nome. Sentada na cadeira começava a peregrinação de aprendizes para ver a minha boca (afinal, já que era um negócio diferente, não custava ajudar na formação dos alunos que ajudavam o veteranos na odontoclínica). Anestesia com gosto de casca de laranja; outra com agulha para doer menos. E o trabalho em si começava...

Só Deus e quem já teve um dente são arrancado sabe o quanto dói. Se é do lado de cima, parece que seu cérebro vai sair junto com ele. Se são os dentes de baixo, seu maxilar vai ser deslocado. Alguns momentos de força depois, lá está aquele dentão gigante no boticão. E com raiz! Porque dente que não tem raiz é aquele que sai pelos meios naturais. Até pontos já tive que levar...

E aí vinha aquela pergunta: "Quer levar para casa?" Quem? Eu? NEM QUE A VACA TUSSA! Quem em sã consciencia leva o símbolo da tortura para casa? E ainda por cima deixa a mãe fazer colar com ele? Tem coisa mais tribal que isso? Impossível. Eu tenho horror, nojo mesmo. Você olha dentro e ainda tem sangue... só mãe mesmo para querer um negócio desses!

quinta-feira, setembro 04, 2008

Ansiedade

Eu sei que ando um pouco ausente. Mas ando sem assunto nos últimos dias. Não ando assistindo TV e tenho evitado ficar fuxicando na internet. A ansiedade impera por essas bandas...

Estão previstas para esse final de ano duas provas! Ai... Ai... a gente espera que o edital saia logo, mas quando sai, passamos a torcer para que a prova demore um pouco mais! Coisa de doido. Aquela sensação de que você não estudou tudo, não sabe nada, volta com tudo. Ao mesmo tempo, você quer fazer a prova logo e saber se dessa vez conseguiu passar de fase!

Estou com pilhas de livros e apostilas em cima de mim. Sem contar que toda hora tenho que conferir se aquela lei que estou estudando não foi alterada. Acho que todo concursando deveria ter direito a uma "bolsa-livro". Não é mole, não! Você gasta uma fortuna para comprar livros de autores bons e que estejam atualizados. Vai lá toda empolgada ler, mas poucos meses depois resolvem alterar a lei. Mas não é uma alteração qualquer, que você pode riscar do livro, mas sim de mudar todo o procedimento... e lá sem vão mais alguns livros para o fundo da estante (porque eu NUNCA jogo livro fora, sempre vai ter alguma coisa útil nele).

Só sei que meu peito anda apertado, as espinhas já surgiram no rosto e faz 4 dias que estou com dor de cabeça. Mas tudo isso vai ter um fim. E espero que seja MUITO PRÓXIMO!

segunda-feira, setembro 01, 2008

Está começando...

Segundo a Mônica Bergamo (da Folha de São Paulo) "Um certo Maicon Alves dos Santos disparou e-mail para mais de 400 jornalistas se apresentando como candidato ao "Big Brother Brasil 9" e se oferecendo para entrevistas. No texto, diz que pode levar "interterimento" [sic] e intrigas à casa do reality show e que o prêmio de R$ 1 milhão realizará o sonho de seus pais, que "lutaram uma vida inteira para conseguir instabilidade [sic] financeira para a família".

Vocês têm idéia de quanto tempo ele deve ter levado para fazer esse textinho? Será que os pais dele eram dados à jogatina? adhuashduashudahsudhaudh

Já tô até vendo... esse BBB vai se animadooooo!!!!!!!