sexta-feira, fevereiro 19, 2010

Em suspenso

As coisas foram mais calmas do que eu pensei, mas não menos estressantes. O rapaz que meu atendeu (apesar de eu dizer que queria falar diretamente com o gerente), rapidamente confessou o erro do banco.

Mas não tinha como ele dizer o contrário. Eu pedi um extrato atualizado de minhas movimentações bancárias e desde março de 2007 não havia nada. Só débitos de tarifas e juros... Além disso, eu tinha em mãos o papel de encerramento.

O problema ficou na questão de prazos e prova. Ele se recusou a fornecer qualquer papel que comprovasse que o banco vai (finalmente) encerrar a minha conta. Por mais que eu insistisse, não teve como. Consegui um papel com o nome dele e do gerente e os seus telefones.

E ainda por cima, vou ter que esperar 7 dias ÚTEIS para que seja processado o encerramento. Só depois disso eles comunicarão o SERASA do erro e aí sim (sem prazo definido) meu nome "voltará a limpeza" usual.

Resolvi ali que não ia ficar discutindo com um funcionário que nem deve ter a minha idade (e olha que sou nova!). Vou esperar até sexta-feira próxima e mover uma ação por danos morais contra o banco.

Como vai levar dias para que meu nome seja retirado do cadastro de inadimplentes, até lá não poderei usar meus cartões, nem talões de cheque. Quero o dano bem configurado para não dar margem de dúvidas ao juiz.

Mesmo que ao final o valor seja insignificante para o Bradesco, todo esse trabalho que tive para resolver algo que era um erro exlusivo do banco, o meu medo de ir a algum lugar e se recusarem a vender dizendo que eu tenho "o nome sujo", vai ter que ser dado de volta ao Banco. Sem que seja o tempo de disponilizar um advogado para responder à ação e ir à audiência...

Resumindo, continuo sem poder comprar, esperando o Banco fazer o que ele deveria ter feito há 3 anos e com ódio... muito ódio. Mas o Bradesco não perde por esperar!

2 comentários:

Re disse...

Puts, que porre isso..meu avo teve o mesmo problema, e se eu nao me engano, tb era uma conta num Bradesco...e mete açao neles sim, ja tem bastante jurisprudencia disso. Bjs

Lucia Cintra disse...

Eu tb faria a mesmissima coisa. E espero que vc seja recompensada de alguma maneira por esse trabalho desnecessario todo! Bjos