quarta-feira, janeiro 12, 2011

Pelo fim dos absurdos jurídicos em novelas!

Passione está na reta final e estamos todos (tá certo, quase todos) fazendo apostas para sabem quem matou o Saulo e o Dr. Eugênio. O autor já disse que a faca vai ser encontrada na casa do Fred e que 4 pessoas vão passar por lá antes disso, então, concluo que o Fred só matou a Mirna mesmo...

Mas não é sobre isso o motivo desse post. Mais uma vez a lei é ignorada de forma absurda e eu não consigo me calar! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Segundo entendi do capítulo de segunda, a Clara é que, ao invés de enganar a todos, foi é mesmo enganada. Quando todos achavam que ela tinha mesmo arrumado um aliado, descobrimos que ele era investigador e tinha se unido ao Totó (futura vítima) para pegar a bandida. Até aí tudo bem... o problema foi o final da história.

A Clara foi acusada de tentativa de homícídio. Mas como isso é possível se tudo estava armado e o revolver tinha balas de festim? Como alguém pode matar outra pessoa com algo que não mata?

Se você deve estar pensando: Ahhhhhhhhhhh mas ela quis matar! Portanto, tentou! Mas não é tão simples. Para se ter uma tentativa de crime é necessário que ele se inicie, ou seja, que a execução tenha começado. Querer, plenejar (até mesmo comprar uma arma) não é crime (salvo em rarissimas exceções). Portanto, a Clara querer matar o Totó (pode até anunciar isso aos quatro ventos), comprar a arma, clonar o controle, nada disso é execução de crime de homicídio.

E não para por aí. É impossível você matar uma pessoa com munição de festim! Seria o mesmo que matar alguém com espoleta ou com uma arma de bolinhas! E por ser absolutamente impossível que alguém morra dessa maneira (sem contar que tudo foi armado, o que descaracteriza qualquer tipo de flagrante) é que a Clara não cometeu crime nenhum, muito menos tentativa.

Isso tem um nome técnico: crime impossível!

Portanto, ao menos que isso seja explorado pelo advogado dela, eu continuo aqui minha campanha: pelo fim dos absurdo jurídicos em novelas! GLOBO CONTRATA UM CONSULTOR!

7 comentários:

Lucia Cintra disse...

Ih... fiquei boiando, rs. bjinhos

J.F. disse...

Virgínia,
São tantos os absurdos apresentados nas novelas da Globo, que não acompanho uma novela há zilhões de anos. Aliás, minha TV nem sabe mais onde se localiza esse canal.
Abração.

Re disse...

Adorei, falou td. Ate li seu post para meu marido, ja que ele esta estudando para policia e foi eu começar a ler o post para ele ja jogar: crime impossivel. POis eh, globo precisa se inteirar mais.

Cláudia disse...

Não, Virginia, perde a graça, fia...
Mesma coisa de alma penada que fica rondando o Leblon a novela inteira e dando pitaco na vida alheia: fundamento zero.
Deixa as novelas com esses absurdos que eles são os temperos da trama! Ia ter graça se tudo fosse assim tão direitinho? Não ia.
Mas não deixa de comentá-los aqui no seu blog pra gente saber.
bj

Adriana Mello disse...

Juro que já desisti de me preocupar com esses detalhes.Abstraí!

Nade disse...

É verdade... hehehehehe
As novelas criam situações sem nexo algum...
Uma excelente semana pra você, viu!
O Orgulho de Ser não existe mais. Conheça meu novo blog, o Diário de Bordo.
Bjs
Nade

Luzia Lira Pedagoga disse...

Você escreve muito bem. Adorei o texto. Pq não escreve todo dia no seu Blog. faria sucesso!!! Bjos Luzia Lira