segunda-feira, março 29, 2010

Será que um dia vão ser todos assim?

Aproveitando as discussões sobre a suposta homofobia de um participante do BBB (sei que vocês não pediram a minha opinião, mas acho que taxá-lo de homofóbico é um certo exagero; o cara é um ogro, isso eu concordo. Mas ele não disse nada além do que a suposta vítima falou também. Só que cada um dentro da sua visão distorcida de mundo. Só que ele é o preconceituoso; o outro, é um coitado. Sei!)...

Hoje, madrugando para fazer um exames, dou de cara com uma mãe muçulmana, seu marido e filhinho. Vocês vão me perguntar, como sabe que ela era muçulmana? Oras, direi eu, ela estava completamente vestida (calça branca, blusa de manga comprida idem, um tipo de vestido estampado por cima) e de véu (Hijab - se você tem curisidade de saber o que ele é, clica aqui).

Confesso que isso aqui não é novidade. Tá certo que São Paulo não é Foz do Iguaçu, mas basta uma voltinha no Center Norte que você vai ver várias mulheres assim vestidas. Quase sem chamar mais a atenção de ninguém.

Então você vai me perguntar: por que fazer um post para algo que hoje quase não chama a atenção de ninguém? Simples, porque o que me deixou de "boca aberta" foi ver que o filho dela (uma belezinha, por sinal) usava o uniforme de uma escola católica! Isso mesmo, Colégio Bom Jesus!

Para vocês verem que a convivência pacífica e o respeito mútuo são plenamente possíveis. Basta querer!

Um comentário:

Adriana Mello disse...

Oi Virgínia,

Vc perguntou aonde vendia aquele prato. No Brasil, eu ainda não descobri, mas hj achei na Amazon. O link tá no meu blog.

Eu tb acho exagero chamar o dourado de homofóbico. O cara é daquele jeitão mesmo.

Beijos